O HOMOSSEXUAL OU A DIFICULDADE EM EXPRIMIR-SE























Depois da abordagem deste intrigante texto interventivo por actrizes, que tivemos oportunidade de levar a cabo entre 2005 e 2006, apresentamos agora uma versão com actores. foi nosso objectivo investigar – e num futuro próximo confrontaremos publicamente as duas variantes – a forma como o género do intérprete influencia a criação de um personagem transgénero.” luís castro um quase teatro de marionetas. um pequeno palco de interior branco, iluminado por dentro e por baixo. Cortinas vermelhas. três actores. três personagens de personalidades marcadas. Três quase seres de um outro mundo. Sexualidade. Frieza. Hilaridade. Absurdo. Inesperado. na banda sonora coros russos e sons de animais. o espectáculo baseado no texto “l'homosexuel ou la difficulté de s'exprimer” do dramaturgo argentino copi durava 55 minutos. Os actores andré amálio, luís castro e miguel loureiro deram corpo às personagens de uma mãe, uma filha e uma professora de piano, que se rasgavam num discurso hilariante de escárnio, non sense, e absurdo, sobre a vida, o amor e a sua (trans)sexualidade. esteve em cena no espaçokarnart entre 15 de outubro e 23 de novembro de 2007.

FICHA TÉCNICA

Texto 
Copi 

Tradução / Encenação E Interpretação
Luís Castro

Produção Executiva 
Vanda Leitão 

Colaboração Plástica
Grafismo 
Vel Z 

Interpretação 
Miguel Loureiro | Srª Simpson | 
André Amálio | Irina | 
Luís Castro | Srª Garbo 

Assistência De Encenação 
Rute Rocha 

Figurinos
Fátima Vaz

Adereços 
Vel Z, Luís Castro 

Sonoplastia 
Sérgio Henriques 

Montagem 
Marco Patrocínio

Fotografia Para Divulgação 
Luísa Ferreira 

Spot Publicitário Vídeo 
João Correia

Apoio Ao Movimento 
Luz Da Camara 

Apoio À Produção 
Cledna Petrato  

Operação De Som 
Fernando Ferrinho 

Operação De Luz 
Tiago Mesquita

Apoio de Produtos de Caracterização
MAC Cosmetics







Translate